sábado, 21 de julho de 2012

Do jeito que o diabo gosta .

No fim de junho , o Institudo Brasileiro de Geografia e Estatística divulgou dados do Censo 2010 referentes ao perfil religioso da população . O destaque foi para a queda do número de adeptos ao catolicismo , que ainda assim continua dominante , com 64% da preferência . A queda de seguidores da religião foi de 12% em uma década . No mesmo período , a população evangélica Cresceu 44% . Mas a principal conclusão da amostragem é que a pluralidade religiosa é cada vez maior no País .

Na sexta-feira em que os dados foram divulgados , as notícias sobre o tema estavam entre as mais comentadas da internet . Provavelmente só tiveram menos manifestações do que as ligadas à gravidez de uma modelo que não diz o nome do pai .
Cristãos , que tanto pregavam o amor ao próximo , esbravejavam quanto ao resultado , como se fosse uma competição . Associavam o crescimento dos que se declaravam sem religião (8%) ao aumento da criminalidade .

Evangélicos comemoravam o aumento de pessoas que creem "na verdade" e acusavam a Igreja Católica de não ensinar a Bíblia direito . Diziam que o número de católicos deve ter caído muito mais do que mostram os dados , uma vez que não são "praticantes da palavra de Deus" . Católicos respondiam : os evangélicos são os maiores responsáveis pela inadimplência no Brasil (?) . Dão muito dinheiro para os pastores e por isso se endividam .
Evangélicos respondiam lembrando quem foi Constantino . Católicos revidavam : o número de evangélicos só cresceu por causa do investimento em marketing .
Espíritas (2%) tiravam onda porque são a maioria entre os que têm nível superior completo e renda alta . Os céticos pareciam preocupados com a notícia . Lamentavam ser tão grande a quantidade de brasileiros que creem em um ser imaginário . A maioria classificava religiosos como ignorantes e reclamavam da exclusão que sofrem os ateus e agnósticos numa nação dominada pelos tementes a Deus .
O que o IBGE não consegue quantificar é o crescimento da intolerância e do ódio .

Eleonora Vieira de Mello




Artigo retirado do jornal coletivo Meia Um , edição de julho .

2 comentários:

  1. É verdade que a religião faz exclusão de muitas pessoas.Mas o que mais me impressiona e a hipocresia de todos,incluindo dos "Ateus" e outros com ou sem fé em u, ser invisivél.
    Realmente é ridiculo uma disputa pelo poder religioso.Mais enquanto estes comemoram por terem mais seguidores,outros que ridicularizam isso,acabam também sendo preconceituosos os fiéis.
    Acredito que a intolerância não está na religião mas em nós.
    Quantas pessoas são intolerantes a pobres?Ricos?Maconheiros?Caretas?Pastores?Padres?Corruptos?Honestos?
    É só a religião que divide a humanidade?rsrs

    ACREDITO QUE NÃO HEIN?

    ResponderExcluir
  2. Mas isso não foi dito em nenhum momento (:

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...