sexta-feira, 2 de março de 2012

Edward Curtis e os Índios Norte-Americanos

Incrível amanhecer em Columbia

Como sempre , não consigo assumir um abandono total e as vezes venho dar uma visitada e acrescentar alguma coisa , essa eu já venho querendo escrever aqui há algum tempo .
Certa vez estava eu estudando sobre os filtros dos sonhos como eu gosto de fazer , procurando as origens , lendas e significados e encontrei os Índios Sioux . Ao estudar esse povo , somos automaticamente levados à sua história romântica e triste de lutas contra os homens brancos que colonizaram suas terras .
Os Sioux eram um povo nômade caçador de búfalos que viviam nas planícies no oeste americano. A caça ao búfalo era ritual de passagem da adolescência para a idade adulta para os homens enquanto que para as mulheres , para serem consideradas boas , deveria saber esquartejar um bufalo , preparar sua carne e tirar sua pele sem danificá-la . Com seu couro , os Sioux faziam suas tendas .
"Eles acreditavam que, no início dos tempos, o povo sioux vivia no centro da terra com os búfalos. Quando vieram para a superfície, Wakan Tanka, o Grande Espírito, ordenou aos animais que servissem de alimento para a tribo. Mas advertiu os últimos: não deveriam caçar de forma desenfreada, pois no dia em que os animais desaparecessem da face da terra, os sioux também se extinguiriam."


E , em mais um link nesses estudos , a partir dos indios Sioux , acabei encontrando as fotografias de Edward Curtis .
Curtis começou a se interessar por indigenas quando se mudou com a sua familia para Puget Sound (oeste dos EUA) e conheceu os indios de lá . Uma das primeiras fotografias que tirou de um indio norte-americano foi a da filha do Cacique Siahl , quando pagou à menina um dólar para a fotografar enquanto desenterrava moluscos na beira do Rio .
A essa época o contato com os brancos já estava modificando aos poucos a cultura dos indios , que iam aceitando a cultura dos brancos e se tornando "menos índios" . O governo naquela época (primeira década do sec. XX) também incentivava a colonização do Oeste , e os povos indígenas eram vistos como uma ameaça a esse progresso . A visão lixo-yanke disso já estamos acostumados a ver em filmes e desenhos .. O objetivo das fotografias de Curtis era preservar em imagens cultura essa que estava fadada à extinção . Muitas vezes ele ia fotografar ambientes indigenas que já estavam sendo assimilados e "manipulava" a cena , as vezes cortando elementos da fotografia (como relógios e objetos 'modernos') ou pedia pra que os indigenas vestissem as roupas originais de sua cultura ou encenassem rituais .

Residência de barro , mulher ao fogão

Se liga no efeito dessas raizes e desse homem com essa cor sépia !

Rio Klickita

ADOREI essa roupa de peles.

Índios do Alaska

PARTIU UM ROLÊ DE CAIAQUE ??

Linda Linda Linda !

Caçador

Tendas 'tipi'

Garota Zuni . Ó a mãozinha fofa segurando os colares x)

Kenowun - Nunivak . exótico !






Beldade

Máscara de touro





Dançarinos mascarados

Ritual medicinal
"Barriga de Urso"



Muito boa !

O nome dessa foto é "como nos velhos tempos" . Alguns búfalos pastando . Calcula-se que, em 1575, quando os colonizadores travaram o primeiro contato com os sioux, o número de búfalos nas pradarias americanas superava 75 milhões de cabeças. O explorador francês Jacques Cartier (1491 – 1557) relata em suas memórias que, numa ocasião, ele presenciou um estouro de manada que demorou um dia inteiro para passar diante de seus olhos. Em 1890, ano da derrocada sioux, os búfalos da planície não somavam mais do que 3 mil cabeças.






Com essa experiência , Curtis fez alguns amigos , algumas vezes pode participar de rituais sagrados . Fez inimigos também , como uma vez que teve que fugir de uma tribo porque acharam que a câmera fotográfica dele tinha sido culpada da morte de uma criança que ele havia fotografado .

"E assim que Edward S. Curtis, de Seattle, encontrou o índio. Por um tempo, Curtis se tornou índio. Viveu o índio e falava a linguagem dos índios. Ele era o grande irmão branco. Como os renegados da antigüidade, passou os melhores anos de sua vida entre os índios. Desenterrou costumes tribais e revelou os costumes de uma era que não existia mais. Conquistou a confiança e afugentava a desconfiança. Tomou a degradação de hoje e a colocou no santuário romântico do passado. Transformou o índio degenerado de hoje em rei sossegado de um passado que já foi esquecido no calendário do tempo. Ele catou um punhado de palhas quebradas e ergueu um palácio de autenticidade e de fato. O que Green foi para o povo inglês, Curtis foi para os peles vermelhas norte-americanos' (Seattle Times, Nov., 1903)" (Lyman, 53).

Com sua fotografia Edward retratou o cotidiano indígena , seus costumes , rituais , objetos , cultura , aparência .
A raça índia é representada pelo seu verdadeiro ideal, os índios de Curtis são belos dignos e possantes.

Aqui as minhas três fotos preferidas :

Índio sentado observando a paisagem , essa é a minha preferida . O lago , as montanhas .. isso porque sabemos que as fotografias costumam não ser muito fiéis a toda beleza das paisagens , isso pessoalmente devia ser incrível , colorido , sem palavras ou fotografias que pudessem descrever . O índio observa uma terra sagrada que mais tarde seria tirada dele ..

Um índio jovem aponta duas penas pro céu enquanto o sol se esconde deixando uma luminosidade de crepusculo . De novo imagino como seria isso pessoalmente ..

O lago refletindo perfeitamente as paredes de pedra , imagino que tinham mesmo uma cor avermelhada . e o lago devia ser cristalino e maravilhoso . Se uma foto antiga já mostra esse tanto de beleza ! .. queria ter estado lá .

Porém , tanto as previsões de Edward quanto as de Wakan Tanka, o Grande Espírito , se tornaram verdade . Numa longa história de revolta , resistência , lutas românticas de índios que não aceitavam abrir mão de seu território sagrado e se rebelavam contra exércitos norte americanos , por vezes ganharam a batalha ! Mas hoje em dia se reduzem a pequenas populações confinadas em reservas . Os búfalos foram se acabando e os Sioux também , não vivem mais nas planícies do Oeste . Uma história típica de quando o homem branco encontra o índio - recheada de massacres , morte da cultura e final triste ):

Recomendo muito que leiam a história de verdade , pelo menos uma resumida explicação dela (que eu pude encontrar aqui) . Mais de Edward Curtis sobre sua história e importância acadêmica aqui e sobre suas fotografias aqui .

O máximo de melhor que eu posso fazer pro final dessa postagem é deixar aqui uma famosa e linda oração Sioux .

Oh , Grande Espírito
cuja voz eu ouço nos ventos ,
e cujo alento doa vida a todo o mundo ,
ouve a minha súplica .
Eu sou pequeno e fraco .
Preciso da tua força e da tua sabedoria .
Permite-me andar na beleza
e faz com que os meus olhos
contemplem sempre as cores do pôr-do-sol !
.
Faz com que as minhas mãos
respeitem as coisas que criaste
e que os meus ouvidos se agucem
para que eu possa ouvir a tua voz .
Faz-me sábio
para que eu possa entender
as coisas que ensinaste aos meus antepassados .
Permite-me aprender as lições que escondeste
em cada pedra
e em cada folha .
.
Eu procuro força ,
não para ser maior que os meus irmãos e irmãs ,
mas para lutar contra o meu maior inimigo
- eu mesmo.
Faz-me sempre pronto para chegar até ti
com as mãos limpas
e com os olhos firmes .
Para que , quando a minha vida desaparecer
como um pôr-do-sol ,
o meu espírito possa ir até ti
sem nenhum traço de vergonha.

(Num dos sites que vi essa oração encontrei a pintura de uma índia que eu achei muito parecida comigo ! ahuhuahau )


5 comentários:

  1. adorei esta profunda oracao!!
    dani

    ResponderExcluir
  2. Olha, achei muito bom o seu blog, parabéns.
    Se encontrar mais história e fotos dos indios americanos,
    vc estará nos brindando com um inestimável presente.
    Sempre virei aqui ler e ver seu blog.
    Muito profunda essa prece, esses irmãos eram pura sabedoria
    e conexão com o todo sagrado.
    abs
    M

    ResponderExcluir
  3. achei.maravilhoso pois poucas pessoas se preocuparão com os indios .principalmente com os americanos pois forão todos exterminados como se fossem animais.tendo uma vida livre sem se preocupar com nada muitos desses indios forão feitos de escravos prisioneiros. como seu semelhante chegou a ser tão malefico com seu proximo hoje o que vemos so imenssidão. o deserto sem o indio americano eo mar sem as ondas .gostei disso que voçé falou tenho muitas coisas de indios tenho livros fotos. gosto muito de assunto que fala sobre indios americanos.pois ja tive cavalos pintados pois mim sentia um verdadeiro indio.um grande abraço .rober appaloosa.[ que os corvos cantem suas cançoes en noites de lua cheia para que possa guiarem os bons espirito aos seus discanço ]

    ResponderExcluir
  4. Oi Meu nome é Gerson.
    Muito bom seu trabalho,sou desenhista e escultor, estive ai no ano passado, gostaria de trocar umas ideias.
    meu email: gerson_art@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pelo blog, simplesmente maravilhoso! Gostei muito da oração e das postagens.
    Forte abraço!

    MCSCP

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...